Ventriculomegalia isolada

A ventriculomegalia fetal é um excesso de líquido nos ventrículos laterais dentro do cérebro em desenvolvimento.Geralmente é diagnosticado em um ultrassom de rotina entre 18 e 22 semanas de gestação. Os ventrículos cerebrais ficam dilatados. A prevalência estimada pode estar em ~ 0,9% de todas as gestações. Pode haver uma predileção pelo sexo masculino.


Embora muitos fetos com ventriculomegalia leve tenham um resultado normal, há um grande número de síndromes congênitas associadas a ventrículos aumentados. Logo, mesmo quando é observada a ventrículomegalia sem outras anomalias estruturais associadas, ela deve ser considerada um marcador pré-natal suave para anormalidades cromossômicas subjacentes. Portanto, recomenda-se uma pesquisa cuidadosa por outras anormalidades ultrassonográficas, principalmente do sistema nervoso central.

Quando realmente não ha outras patologias associadas a maioria das crianças tem um desenvolvimento normal.


O ultrassom é o exame de escolha para avaliação inicial. O ventrículo é medido da margem interna da parede ventricular medial até a margem interna da parede lateral. A ventriculomegalia fetal é definida como:

  • > 10 mm nos átrios do corno posterior ou anterior dos ventrículos laterais em qualquer ponto da gestação

  • alternativamente, uma separação de mais de 3 mm do plexo coróide da parede medial do ventrículo lateral 2  pode ser usada

A gravidade da ventriculomegalia pode ser ainda classificada em 7 :

* ventriculomegalia fetal leve / limítrofe : diâmetro ventricular lateral entre 10 e 12 mm

* ventriculomegalia fetal moderada :  12,1-15 mm

* ventriculomegalia fetal grave (também às vezes classificada como hidrocefalia fetal. diâmetro ventricular lateral>15 mm.


Quando a ventriculomegalia é pronunciada, o plexo coróide não fica mais paralelo à parede ventricular lateral. O plexo coróide fica pendente, livre ou “pendurado” e parece "balançar" dentro do ventrículo dilatado. Essa aparência é frequentemente denominada sinal coróide pendente . A relação ventrículo para hemisfério cerebral também aumentaria como resultado.



O pediatra tem várias tarefas após o nascimento de um bebê com ventriculomegalia. Isso é verdade se a ventriculomegalia estava aparentemente isolada ou associada a outras anormalidades e se era transitória ou unilateral ou leve.

  • Confirmar o diagnóstico

  • Verificar anormalidades associadas e excluir de outras patologias

  • Considerar o prognóstico da ventriculomegalia leve.

  • Conversar com os pais

  • Acompanhar as criança e fazer investigação de possíveis deficiências

Além disso, o aprendizado, bem-estar psicológico e capacidades motoras nos anos escolares devem ser acompanhados durante toda infância.

BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
101ReceitasdePapinhas_Imagem001_Anuncio_
marketing medico digital.png