Ciclo Ovulatório.


1ª Semana

A primeira fase do ciclo ovulatório é a fase menstrual. A camada interna do útero, chamada endométrio, descama e é expelida como fluxo menstrual. Ao ultrassom o endométrio estará bem fino. O primeiro dia da menstruação corresponde ao início do ciclo menstrual. O tempo de gestação é calculado a partir do primeiro dia da última menstruação, pois é o único marco no qual a mulher pode ter certeza. Logo, a idade gestacional do bebê e a data provável do parto serão contadas a partir do primeiro dia da última mestruação. Então, a primeira semana da “gravidez” será a semana da menstruação.

2ª Semana

Agora, o organismo começará a preparar o útero para receber um bebe. Depois da menstruação ocorrerá a proliferação do endométrio que descamou e saiu na menstruação. Essa camada aumenta de duas a três vezes na espessura e as glândulas e vasos se proliferam para transformar o útero em um ambiente confortável e adequado para acolher a gestação. Ao ultrassom isso se traduz em um endométrio trilaminar. Enquanto isso, no ovário teremos o crescimento e amadurecimento de um óvulo dentro de um folículo. Ao ultrassom isso é visto como um cisto simples ou funcional, que nada mais é que uma coleção de líquido que contém o seu óvulo. No final dessa semana, o folículo amadurecido será liberado pelo ovário e capturado pela trompa, processo conhecido como ovulação. Algumas mulheres sentem dor ou desconforto abdominal nesta fase, provocada pela ruptura desse folículo no ovário, conhecida por Síndrome de Mittelschmerz. É comum também aparecer uma secreção vaginal mais úmida e transparente, parecida com clara de ovo. Esses são sinais de que a mulher está ovulando, ou seja, está no seu período fértil

3ª Semana

A sobrevida do óvulo na trompa é de 24 horas. Quando o óvulo encontra com o espermatozóide na trompa, eles se fundem e formam uma única célula chamada zigoto. Cerca de 30 horas após a fertilização, ele começará a se dividir em várias outras células formando uma “bolinha” de células compactas chamada mórula. Ela recebe esse nome por lembrar uma amora. Então, ela desce pela trompa até o útero, onde irá se fixar, processo conhecido como nidação que ocorre por volta do 19° dia do ciclo.

Até este momento não iremos observar nenhuma imagem ultrassonográfica da gestação, a não ser um espessamento do endométrio e uma imagem de corpo lúteo em um dos ovários. A gravidez ainda é muito pequena e não chegou ao útero. O corpo lúteo, é uma estrutura glandular formada no local de onde saiu o óvulo. Esse é visto ao ultrassom como uma imagem cística com fluxo de sangue anelar periférico. É importante pois produz progesterona, necessária para a manutenção da gestação até que a placenta assuma essa função. Se por algum motivo, essa gestação não vai para o útero e se fixa em outro lugar diferente, teremos então uma prenhez ectópica.

4ª Semana Geralmente por volta do 20º dia ao 28º dia do ciclo, o bebe chega ao útero e se fixa na parede. Nesta fase o “bebê” é uma minúscula bolinha de centenas de células chamada saco gestacional e mede pouco menos que 0,1 mm. Ele produz o hormônio da gravidez, a gonodotrofina coriônica humana (hCG), que positiva os testes da gravidez. Todavia, ainda não pode ser visualizado no ultrassom pois é muito pequenininho. Só quando o saco gestacional atinge 2 mm é que conseguimos visualizá-lo dentro do útero pelo ultrassom e isso ocorre entre o 28º ao 32º dia do ciclo. Porém ele é mais facilmente identificado quando atinge 5 mm. É comum nessa fase ocorrer um pequeno sangramento escuro (tipo "borra de café") causado pela implantação do ovo (futuro embrião) na parede do útero. Isso não é normal mas é situação muito comum na gestação.

#CicloOvulatório #fasemenstrual #endométrio #menstruação

BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
101ReceitasdePapinhas_Imagem001_Anuncio_
marketing medico digital.png