top of page
  • Dra Flavia do Vale

Vesícula Vitelínica grande ou hidrópica

Uma vesícula vitelínica grande é aquela que mede> 5-6 mm em gestações entre 5-10 semanas de idade gestacional. Um estudo demonstrou que um diâmetro >5 mm pode estar associado a um risco aumentado de aborto espontâneo.


Uma vesícula vitelínica anormalmente grande pode indicar um resultado obstétrico ruim e um acompanhamento rigoroso com ultrassonografia é frequentemente recomendado para essas gestações. 


A vesícula vitelínica é a fonte de troca entre o embrião e a mãe antes do estabelecimento da placenta. Aparece pela primeira vez às 5 semanas de gestação e é visualizado pela primeira vez por ultrassonografia quando o diâmetro médio do saco gestacional é de 5 a 6 mm. É a primeira estrutura a ser visível ultrassonograficamente no saco gestacional. Aumenta de tamanho até 8 a 11 semanas de gestação e depois diminui.


O diâmetro de um saco vitelino normal na idade gestacional de 5 a 10 semanas é de 6 mm. Um diâmetro superior a 6 a 7 mm é considerado associado a um risco aumentado de mau resultado obstétrico, como aborto espontâneo ou anomalias fetais. Nosso objetivo é avaliar os achados ultrassonográficos do tamanho do saco vitelino em relação ao resultado da gravidez.


Um estudo de 2019 descreve alguns achados relacionas a vesícula grande. Do grupo de estudo, 27% das pacientes tiveram aborto espontâneo, 44% completaram a gravidez e 33% estão em acompanhamento com avaliação fetomaterna de alto risco. Das pacientes que completaram a gravidez, 38% tiveram bebês nascidos com peso ao nascer inferior ao percentil 10 para o período de gestação (baixo peso ao nascer). Suas gestações foram complicadas por hipertensão induzida pela gravidez, restrição significativa do crescimento intrauterino e sofrimento fetal pré-natal. Um cariótipo anormal foi identificado em 13% das gestações.


Gestações com diâmetro médio do saco vitelino igual ou superior a 5 mm na ultrassonografia precoce também estão associadas a um risco três vezes maior de perda no primeiro trimestre, independentemente de fatores de risco maternos, como idade, índice de massa corporal, síndrome dos ovários policísticos, tabagismo e diabetes.


A etiologia exata para o aumento do risco de aborto associado ao aumento do diâmetro da vesícula vitelínica não é clara. Em um estudo com informações de cariótipo de produtos de aborto espontâneo , os investigadores concluíram que uma vesícula vitelínica aumentada/hidrópica é um achado inespecífico de gravidez malsucedida.


Outros fatores causais podem incluir distúrbios metabólicos maternos, como diabetes tipo I ou diabetes mellitus dependente de insulina, que estão associados ao aumento do diâmetro da vesícula.


Pontos práticos 

  • anormalidade indeterminada da vesícula vitelínica não deve ser considerada isoladamente para o diagnóstico de falha na gravidez precoce

  • ultrassonografia de acompanhamento aos 7-14 dias para avaliar a viabilidade da gravidez é geralmente apropriada


Posts recentes

Ver tudo

Sequestro pulmonar fetal

O sequestro pulmonar fetal é uma malformação congênita rara em que uma parte do tecido pulmonar não se conecta ao sistema respiratório normal e recebe suprimento sanguíneo de uma artéria anômala. Após

Por que grávida sente cansaço?

Durante a gravidez, o corpo passa por muitas mudanças hormonais e físicas, o que pode levar à fadiga. Além disso, o crescimento do bebê demanda mais energia, resultando em cansaço. Também pode haver d

Grávida pode comer chocolate?

Comer chocolate é bom ou ruim durante a gravidez? Comer chocolate durante a gravidez é perfeitamente seguro, mas, claro, você deve apreciá-lo com moderação , prestando muita atenção aos níveis de cafe

Comments


Dra Marta Murteira.jpg
BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
bottom of page