top of page
  • Dra Flavia do Vale

Ultrassom de tireoide

O ultrassom de tireoide é uma ferramenta valiosa para avaliar a saúde da glândula tireoide e ajudar no diagnóstico de diversas condições, como nódulos, bócios e distúrbios tireoidianos.


É um exame de imagem não invasivo e indolor. Geralmente, não é necessária uma preparação especial para o ultrassom de tireoide. Você pode comer normalmente antes do exame e tomar qualquer medicação prescrita, a menos que o médico indique o contrário. O paciente é colocado deitado de costas na maca de exame. O pescoço fica exposto, e uma almofada ou travesseiro pode ser utilizado para apoiar a cabeça e facilitar o acesso à região da tireoide. Geralmente é um procedimento rápido, com duração média de 15 a 20 minutos.


Quando deve ser realizado ultrassom de tireoide?


A frequência recomendada para realizar o ultrassom de tireoide pode variar de acordo com a situação clínica de cada pessoa. Algumas diretrizes gerais para a realização do exame incluem:


1. Avaliação inicial: Em geral, o ultrassom de tireoide é indicado quando há suspeita de anormalidades na glândula, como nódulos palpáveis durante o exame físico ou sintomas relacionados à tireoide.


2. Acompanhamento de nódulos conhecidos: Se você já foi diagnosticado com um nódulo tireoidiano previamente, o ultrassom pode ser recomendado para monitorar o tamanho e as características do nódulo ao longo do tempo.


3. Monitoramento de condições tireoidianas: Para pessoas com distúrbios tireoidianos conhecidos, como hipotireoidismo ou hipertireoidismo, o ultrassom pode ser utilizado para avaliar a glândula e acompanhar possíveis mudanças.


4. Avaliação de sintomas específicos: Se você apresentar sintomas relacionados à tireoide, como inchaço no pescoço, dificuldade para engolir ou alterações na voz, o ultrassom pode ser solicitado para investigar possíveis causas.


5. Rastreamento de alto risco: Em alguns casos, indivíduos com histórico familiar de câncer de tireoide ou com fatores de risco significativos podem ser submetidos a rastreamento por ultrassom, embora as diretrizes específicas possam variar entre diferentes países e instituições médicas.


Em todos os casos, a decisão de realizar o ultrassom de tireoide deve ser tomada pelo médico, que levará em consideração a história médica completa do paciente, sintomas, exames anteriores e quaisquer fatores de risco relevantes. É importante seguir as orientações médicas e realizar o exame conforme recomendado para garantir a saúde e o bem-estar da glândula tireoide.


O que o ultrassom de tireoide consegue ver?


1. Nódulos tireoidianos: Se houver suspeita ou detecção de nódulos na tireoide durante o exame físico ou exames de imagem anteriores, o ultrassom pode ser solicitado para avaliar o tamanho, características e possíveis riscos associados.


2. Alterações nos exames de sangue: Quando exames de sangue revelam níveis anormais de hormônios tireoidianos, o ultrassom pode ser usado para avaliar a glândula e procurar por possíveis anormalidades estruturais.


3. Avaliação de bócio ou aumento da tireoide: Se o médico perceber ou suspeitar de aumento no tamanho da glândula tireoide (bócio), o ultrassom pode ajudar a examinar sua extensão e natureza.


4. Monitoramento de condições pré-existentes: Para acompanhar condições da tireoide já diagnosticadas, como nódulos conhecidos ou distúrbios tireoidianos, o ultrassom pode ser utilizado para verificar mudanças ao longo do tempo.


5. Avaliação de sintomas específicos: Em caso de sintomas como dor na região da tireoide, dificuldade para engolir ou rouquidão inexplicada, o ultrassom pode ser útil para avaliar a glândula e descartar possíveis anormalidades.


O momento exato para realizar o ultrassom de tireoide dependerá das circunstâncias individuais de cada pessoa e da recomendação médica. Se você tiver dúvidas ou preocupações relacionadas à sua tireoide, é sempre importante discutir com um profissional de saúde para obter uma avaliação adequada e orientações específicas para o seu caso.







Posts recentes

Ver tudo

Sequestro pulmonar fetal

O sequestro pulmonar fetal é uma malformação congênita rara em que uma parte do tecido pulmonar não se conecta ao sistema respiratório normal e recebe suprimento sanguíneo de uma artéria anômala. Após

Por que grávida sente cansaço?

Durante a gravidez, o corpo passa por muitas mudanças hormonais e físicas, o que pode levar à fadiga. Além disso, o crescimento do bebê demanda mais energia, resultando em cansaço. Também pode haver d

Grávida pode comer chocolate?

Comer chocolate é bom ou ruim durante a gravidez? Comer chocolate durante a gravidez é perfeitamente seguro, mas, claro, você deve apreciá-lo com moderação , prestando muita atenção aos níveis de cafe

Comments


Dra Marta Murteira.jpg
BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
bottom of page