Quando o bebê começa a ouvir?


À medida que a gravidez avança, as mamães costumam conversar com seu bebê ainda no útero. Algumas mães cantam canções de ninar ou lêem histórias. Outros tocam música clássica em um esforço para impulsionar o desenvolvimento do cérebro. Muitos incentivam seus parceiros a se comunicarem com o bebê também.

Mas quando seu bebê pode realmente começar a ouvir sua voz, ou qualquer som de dentro ou de fora de seu corpo?

Graças ao ultrassom e outras ferramentas de alta tecnologia que permitem uma espiada dentro do útero, os cientistas descobriram um playground sensorial virtual no qual seu bebê vive. O feto responde à sua voz e a outros sons na sala, reage às sombras claras e escuras conforme você se move de um lugar para outro, tomba quando você muda de posição e até prova os alimentos doces ou picantes que acabou de comer.

Os especialistas acreditam que essas experiências causam mudanças fisiológicas nos sistemas sensoriais do feto que são necessárias para o crescimento normal do cérebro.

Desenvolvimento auditivo fetal: uma linha do tempo


  • 4-5 semanas de gravidez

As células do embrião começam a se organizar no rosto, cérebro, nariz, orelhas e olhos do bebê.

  • 9 semanas de gravidez

Os recortes aparecem onde as orelhas do bebê crescerão.

  • 18 semanas de gravidez

O bebê começa a ouvir sons.

  • 24 semanas de gravidez dez

O bebê é mais sensível ao som.

  • 25–26 semanas de gravidez

O bebê responde a ruídos / vozes no útero.

A formação precoce do que se tornará os olhos e as orelhas do seu bebê começa no segundo mês gravidez. É quando as células dentro do embrião em desenvolvimento começam a se organizar no que se tornará o rosto, o cérebro, o nariz, os olhos e as orelhas.

Por volta das 9 semanas, aparecem pequenos sulcos na lateral do pescoço do bebê, à medida que as orelhas continuam a se formar tanto por dentro quanto por fora. Eventualmente, essas reentrâncias começarão a se mover para cima antes de se transformarem no que você reconhecerá como as orelhas do seu bebê.

Por volta das 18 semanas de gravidez, seu filho ouve os primeiros sons. Em 24 semanas, essas orelhinhas estão se desenvolvendo rapidamente. A sensibilidade do seu bebê ao som vai melhorar ainda mais com o passar das semanas.

Por volta da semana 27 a 30, os bebês podem virar a cabeça ou responder de outra forma aos sons que ouvem fora do útero.


Os poucos sons que seu bebê ouve nesse ponto da gravidez são ruídos que você nem percebe. Eles são os sons do seu corpo. Isso inclui o coração batendo, o ar entrando e saindo dos pulmões, o estômago roncando e até mesmo o som do sangue movendo-se pelo cordão umbilical.


Estudos mostraram que a frequência cardíaca do feto aumenta quando ele ouve a voz da mãe, sugerindo que o bebê fica mais alerta quando a mãe fala. Ler em voz alta, conversar e cantar as músicas que vai repetir para o seu bebê nos próximos anos vai ajudá-lo a conhecer a sua voz.

Meu futuro bebê reconhecerá minha voz?


Conforme seu bebê cresce, mais sons se tornarão audíveis para ele.

Por volta da 25ª ou 26ª semana, foi demonstrado que bebês no útero respondem a vozes e ruídos. As gravações feitas no útero revelam que os ruídos de fora do útero diminuem cerca de metade.


Isso porque não há ar livre no útero. Seu bebê é cercado por líquido amniótico e envolvido nas camadas de seu corpo. Isso significa que todos os ruídos externos ao seu corpo serão abafados.


Experimente isso por diversão: coloque a mão sobre a boca. Peça ao seu parceiro para fazer o mesmo. Em seguida, continue uma conversa. É mais ou menos assim que as vozes soam para seu bebê no útero. Você notará que, embora possa distinguir os tons e as alturas de uma frase, pode não ser capaz de entender algumas palavras.


Da mesma forma, tente cantar uma música com a boca coberta e você ouvirá que a música sai alta e clara, mas não a letra.

É claro que quanto mais alto o som, maior a probabilidade de seu bebê ouvi-lo. Um cachorro latindo, buzina ou sirene soará mais distinto do que uma música de fundo tranquila - mas isso não é necessariamente uma coisa ruim. Os sons aos quais sua gracinha se acostuma no útero terão menos probabilidade de assustá-la depois que ela nascer.


O som mais significativo que seu bebê ouve no útero é a sua voz. No terceiro trimestre, seu bebê já consegue reconhecê-lo. Eles responderão com um aumento da freqüência cardíaca, o que sugere que estão mais alertas quando você está falando.

Os parceiros não devem se desesperar - os bebês também aprendem a reconhecer as vozes (e sons) de outras pessoas que ouvem frequentemente no útero. Os pesquisadores descobriram que os recém-nascidos reagem de maneira diferente a palavras e sons que se repetem diariamente ao longo do terceiro trimestre, em comparação com aqueles que nunca ouviram durante a gravidez. Então, quando sua parceira lê ou canta para seu bebê, ela está aprendendo essa voz também!


Sons de baixa frequência, tendem a ser mais audíveis do que os de frequência mais alta. Logo, as vozes dos homens, por exemplo, são mais nítidas do que as das mulheres, e a música também é facilmente reconhecível.

Parece que o feto pode até ouvir padrões de fala e entonações específicos, embora provavelmente não reconheça palavras por si mesmo, diz Fifer. Alguns estudos mostraram que os bebês, após o nascimento, reconhecerão - e serão confortados por - uma história lida repetidamente para eles enquanto estavam no útero ou mesmo por canções específicas, como o tema de um programa de televisão assistido regularmente durante a gravidez.

Devo tocar música para meu bebê dentro do útero?

Embora você possa ter ouvido que tocar música clássica para bebês no útero pode aumentar seu QI ou dar-lhes uma base para uma educação melhor, não há prova de que isso resultará em um Mozart bebê.

Dito isso, também não há mal nenhum em colocar suas músicas favoritas - sejam elas sonatas clássicas, funk ou rock and roll. Seu bebê pode simplesmente aprender a amar a música e até mesmo ser acalmado por aqueles sons familiares quando estiver fora do útero.

Se ter uma conversa unilateral com seu bebê parece estranho, lembre-se de que, a partir do segundo trimestre, seu bebê está realmente ouvindo as palavras que você fala. Então, cante ou converse com seu bebê se quiser, sabendo que ele está absorvendo cada som.

Na verdade, especialistas acreditam que tocar música para sua barriga o tempo todo com auto falantes ou fones de ouvido no abdômen podem atrapalhar os padrões de sono do bebê ou a ordem natural dos ciclos do sono e de crescimento do seu bebê.

Logo, o maior benéfico benefício está em passar o tempo conversando com seu bebê com sua música favorita tocando naturalmente através da parede uterina.

Deve se evitar ruídos altos durante a gravidez?


Na maioria dos casos, não há razão para evitar uma situação barulhenta - seja um show que você esperava há meses (embora você possa querer pular os assentos da primeira fila) ou um chá de bebê especialmente barulhento.

A barreira física do líquido amniótico abafa os sons e torna mais difícil para os ouvidos do bebê ouvirem. Mesmo ruídos muito altos para você não soarão altos para o seu bebê.

Dito isso, o ruído alto durante a gravidez pode causar alguns danos ao desenvolvimento ou perda de audição em um bebê em crescimento, quando é prolongado e repetido.

De um modo geral, isso significa que você deve evitar oito horas de exposição a ruídos contínuos com mais de 85 a 90 decibéis (imagine como seria cortar a grama) ou mais de duas horas por dia com ruídos com mais de 100 decibéis (como ficar perto de um motosserra).

Se você trabalha em um chão de fábrica barulhento por um turno completo, por exemplo, vale a pena conversar com seu chefe sobre a possibilidade de transferir temporariamente para um ambiente mais silencioso.


Exemplos de empregos barulhentos incluem aqueles que envolvem pessoas que trabalham nas proximidades de:

  • música alta

  • multidões

  • sirenes

  • caminhões

  • aviões

  • maquinaria

  • armas

De acordo com Instituto Nacional de Segurança e Saúde Ocupacional, os pesquisadores não têm certeza de quais níveis de ruído são seguros para um feto em desenvolvimento.


BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
101ReceitasdePapinhas_Imagem001_Anuncio_