top of page
  • Dra Flavia do Vale

Pessário cervical

O parto prematuro, definido como parto antes de 37 semanas de gestação, é uma das principais causas de morbidade e mortalidade perinatal. Cerca de 15 milhões de crianças nasceram prematuramente em 2015, causando 1,1 milhão de mortes e incapacidades de curto e longo prazo nos sobreviventes.


Diferentes estratégias têm sido adotadas para a prevenção do parto prematuro espontâneo. Uso de progesterona, cerclagem, uso de pessário cervical, e modificações no estilo de vida, como cessação do tabagismo, dieta, exercícios aeróbicos, e suplementos nutricionais.


Os estudos apoiam como realmente eficiente o uso de progesterona vaginal (Ultrogestam) em mulheres com gravidez única com colo curto. A cerclagem cervical, (cirurgia que amarra o colo), parece ser benéfica e indicada apenas no subgrupo de mulheres com gestações únicas com parto prematuro espontâneo prévio e comprimento cervical menor que 25 mm. As diretrizes internacionais recomendam a cerclagem cervical para essas mulheres de alto risco. Todavia, a cerclagem cervical é uma técnica invasiva que requer anestesia e centro cirúrgico.


O pessário cervical é relativamente não invasivo, fácil de manusear, relativamente de fácil colocação e remoção, não requer anestesia, pode ser colocado no consultório sem internação hospitalar, além de ser barato em comparação com a progesterona e a cerclagem. Portanto, o interesse crescente tem se concentrado no uso de um pessário para prevenção de parto prematuro.


O pessário cervical feito de silicone ou plástico, disponível em diferentes formatos e tamanhos, tem sido utilizado para prevenir o parto prematuro nos últimos 50 anos. As principais hipóteses para seu mecanismo de ação são que o pessário ajuda a manter o colo do útero fechado e altera a inclinação do canal cervical para que o peso da gravidez não fique diretamente acima do orifício interno. Os estudos sabre pessário ainda não são conclusivos pois incluem grupos muito heterogêneo de mulheres.


O mecanismo de ação preciso pelo qual o pessário cervical pode prevenir o parto prematuro é amplamente desconhecido. Um mecanismo potencial é que ele funciona de maneira mecânica, mudando a inclinação do canal cervical, dobrando o colo do útero posteriormente. Assim, a pressão e o peso da gravidez sobre o canal cervical seria direcionada ao segmento anterior e inferior uterino. Outro mecanismo sugerido é que, ao envolver o colo do útero e comprimir o canal cervical, o pessário cervical pode proteger o tampão mucoso cervical, que desempenha um papel importante na manutenção da gravidez. É como se ele fortalecesse a barreira imunológica entre a bolsa amniótica e a flora de bactérias vaginais.


Em mulheres assintomáticas com gestações únicas sem parto prematuro espontâneo prévio, mas com comprimento cervical de ultrassonografia transvaginal de 25 mm ou menos, o uso de um pessário cervical resultou em uma taxa estatisticamente significativamente menor de parto prematuro espontâneo do que nenhum pessário. O pessário cervical também foi associado a uma diferença significativa nos desfechos secundários de maior idade gestacional no parto, maior latência e menor incidência de um composto de desfechos neonatais adversos, mas com maior taxa de corrimento vaginal.


Os efeitos colaterais mais comuns da colocação do pessário cervical são aumento do corrimento vaginal e dor durante a inserção e remoção do pessário. Além disso, no ensaio de Goya et al ., 95% das mulheres do grupo do pessário recomendaram o pessário cervical para outras pessoas.


Para confirmar a eficácia do pessário cervical na prevenção do parto prematuro, pesquisas futuras são necessárias. Elas devem julgar os seguintes aspectos: primeiro, como a progesterona tem sido sugerida como eficaz na prevenção do parto prematuro, a terapia combinada como pessário cervical e progesterona em comparação com progesterona pode ser considerada. Em segundo lugar, embora um colo curto seja um fator de alto risco no parto prematuro, a causa do parto prematuro é multifatorial, pesquisas básicas explorando os mecanismos por trás do parto prematuro ainda são necessárias.







Posts recentes

Ver tudo

Sequestro pulmonar fetal

O sequestro pulmonar fetal é uma malformação congênita rara em que uma parte do tecido pulmonar não se conecta ao sistema respiratório normal e recebe suprimento sanguíneo de uma artéria anômala. Após

Por que grávida sente cansaço?

Durante a gravidez, o corpo passa por muitas mudanças hormonais e físicas, o que pode levar à fadiga. Além disso, o crescimento do bebê demanda mais energia, resultando em cansaço. Também pode haver d

Grávida pode comer chocolate?

Comer chocolate é bom ou ruim durante a gravidez? Comer chocolate durante a gravidez é perfeitamente seguro, mas, claro, você deve apreciá-lo com moderação , prestando muita atenção aos níveis de cafe

Comments


Dra Marta Murteira.jpg
BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
bottom of page