Perfil Biofísico Fetal

O perfil biofísico fetal é um teste pré-natal usado para verificar o bem-estar do bebê. O teste combina o monitoramento da freqüência cardíaca fetal e a ultrassonografia fetal para avaliar a freqüência cardíaca, a respiração, os movimentos, o tônus ​​muscular e o nível de líquido amniótico do bebê. As medições do ultrassom recebem uma pontuação, cada uma com base no cumprimento de certos critérios.


Normalmente, um perfil biofísico é recomendado para mulheres com risco aumentado de problemas que podem levar a complicações ou perda de gravidez. O teste geralmente é feito após a semana 32 da gravidez, mas pode ser feito quando a gravidez está longe o suficiente para que o parto seja considerado - geralmente após a semana 24. Uma pontuação baixa no perfil biofísico pode indicar que você e seu bebê precisam de mais testes. Em alguns casos, a antecipação do parto pode ser recomendada.

QUAIS AS INDICAÇÕES DE PERFIL BIOFÍSICO FETAL?


O perfil biofísico fetal é usado para avaliar e monitorar a saúde de um bebê. O objetivo de um perfil biofísico é evitar a perda de gravidez e detectar um baixo suprimento de oxigênio no bebê (hipóxia fetal) com antecedência suficiente para que o bebê possa ser entregue e não sofrer danos permanentes.

O teste é mais comumente feito quando há um risco aumentado de problemas que podem levar a complicações ou perda de gravidez. O seu médico determinará a necessidade e o momento de um perfil biofísico com base em se seu bebê sobreviverá se for entregue precocemente, a gravidade de sua condição e o risco de perda da gravidez.

O seu médico pode recomendar um perfil biofísico se:


  1. A gravidez é gemelar com certas complicações

  2. Presença de diabetes, pressão alta, lúpus ou doença cardíaca

  3. Gravidez prolongada duas semanas após a data prevista do parto ou seja, mais de 40 semanas (gravidez pós-termo)

  4. Histórico de perda de gravidez ou complicações prévias na gravidez

  5. Bebê com movimentos fetais diminuídos ou tem problemas de crescimento fetal com baixo peso;

  6. Líquido amniótico aumentado (polidramnia) ou dimunuido (oligodramnia);

  7. Tem incompatibilidade sanguínea (quando o seu grupo sanguíneo é Rh negativo e o grupo sanguíneo do seu bebê é Rh positivo) com sensibilização Rh (presença de anticorpos contra o sangue do bebê ou Coombs positivo;

  8. Mais de 35 anos;

  9. Obesidade materna;

O seu médico pode recomendar que você tenha um perfil biofísico uma vez por semana ou duas vezes por semana, dependendo do seu estado de saúde - até o parto.


COMO É FEITO O EXAME DE PERFIL BIOFÍSICO FETAL?

Um perfil biofísico pode ser feito no consultório do seu médico ou em um hospital. O teste pode levar 30 minutos ou mais para ser concluído.

Durante o teste, você se deita em uma mesa de exames e coloca um cinto no abdômen. O cinto contém um sensor que mede a freqüência cardíaca fetal. A frequência cardíaca é registrada por uma máquina. Se seu bebê estiver dormindo, talvez seja necessário esperar até que ele acorde para garantir resultados precisos. Em alguns casos, seu médico pode tentar acordar o bebê balançando um pouco sua barriga.


Durante o exame de ultra-som, você também ficará deitado em uma mesa de exame. O médico aplicará uma pequena quantidade de gel no abdome e fará um ultrassom.

Serão avaliados os movimentos respiratórios do bebê, os movimentos do corpo, o tônus ​​muscular e o nível de líquido amniótico. Se seu bebê estiver dormindo, essa parte do teste poderá demorar um pouco mais.


Cada área avaliada durante um perfil biofísico recebe uma pontuação de 0 ou 2 pontos, dependendo se critérios específicos foram atendidos. Uma pontuação pode ser dada imediatamente. Por exemplo:


Monitorização da frequência cardíaca fetal.


Os resultados desta parte do teste são interpretados como reativos ou não reativos. Se o batimento cardíaco do seu bebê acelerar duas ou mais vezes em um período de