Medida do colo pode prever chance de entrar em trabalho de parto?

Há uma contradição no momento das cesarianas eletivas que são tradicionalmente realizadas com 38 semanas. O atraso além de 38 semanas resultará em muitas mulheres entrando em trabalho de parto espontâneo e, consequentemente, um procedimento eletivo será convertido em um procedimento de emergência com aumento da mortalidade e morbidade materna. O risco de morbidade respiratória no recém-nascido é reduzido pela metade a cada semana completa de gestação entre 37 e 41 semanas.


A medição do comprimento cervical às 37 semanas é útil para prever o início espontâneo do trabalho de parto e o parto a termo.

Esta informação pode ser utilizada na individualização da gestação para cesariana eletiva:

  • Nas mulheres com comprimento cervical inferior a 20 mm, existe uma chance de 95% de início espontâneo do trabalho de parto antes das 40 semanas. Nesses pacientes, a cesariana eletiva é melhor realizada entre 37 e 38 semanas para evitar o aumento do risco de mortalidade materna e morbidade por emergência em comparação à cirurgia eletiva.

  • Nas mulheres com comprimento cervical superior a 30 mm, existe uma chance de 95% de que o início espontâneo do trabalho de parto não ocorra antes de 40 semanas. Nesses pacientes, a cesariana eletiva pode demorar até 40 semanas para reduzir a morbidade respiratória neonatal.


marketing medico digital.png