Estrias na gravidez

As estrias são um incômodo comum durante a gravidez. As estrias se desenvolvem em nove entre dez gestações, geralmente no sexto ou sétimo mês. Essas estrias rosadas ao redor dos estômagos, seios ou quadris acontecem quando o colágeno e a elastina (as fibras que mantêm a pele esticada) se esticam e rompem durante a gravidez devido à pressão do rápido ganho de peso. Você tem a melhor chance de reduzir o aparecimento de estrias quando são novas. Uma vez que as cicatrizes desbotam para o branco, elas são extremamente difíceis de tratar.


O fato de você ter ou não estrias tem muito a ver com a elasticidade de sua pele. Você pode agradecer principalmente à genética: se sua mãe tinha estrias, é provável que você também tenha. Os hábitos de vida, incluindo comer bem e praticar exercícios regularmente, também promovem a saúde e a elasticidade da pele.

Embora não haja uma maneira infalível de prevenir as estrias, essas dicas podem reduzi-las ao mínimo durante a gravidez.

O hidratante ajuda a manter a elasticidade da pele, tornando-a menos provável de rasgar quando o corpo começa a se expandir. Comece a hidratar as áreas onde as estrias têm maior probabilidade de se desenvolver: barriga, parte inferior das costas, seios e quadris. Nenhuma pesquisa de alta qualidade prova que a manteiga de cacau, azeite de oliva, óleo de amêndoa, vitamina E ou óleo de coco são eficazes na prevenção de estrias. Mas alguns estudos mostraram que esses e outros óleos vegetais antiinflamatórios e antioxidantes mantêm a pele hidratada e promovem a cicatrização de feridas e o reparo da barreira cutânea.

No mínimo, a hidratação diária ajudará com a pele seca e com coceira associada à gravidez.

Certifique-se de usar hidratante no início da gravidez e massageie-o suavemente para maximizar a eficácia. Alguns pesquisadores acham que é a ação da massagem e não os ingredientes reais que podem tornar os cremes para estrias eficazes.

Continue usando o creme ou gel de sua escolha durante a gravidez, uma vez que quaisquer benefícios desses produtos provavelmente levarão semanas para fazerem efeito.


Outra maneira de defender sua pele: tente ganhar peso lenta e continuamente, sem ganhar mais peso do que o recomendado pelo médico. Ganhar uma quantidade saudável de peso dirante a gravidez (11 a 15 kg para mulheres com peso normal) pode ajudar a manter as estrias ao mínimo, pois isso evita que a pele estique demais.


Alimente a sua pele por dentro

Continue tomando sua vitamina do pré natal que ajuda a garantir que você esteja recebendo uma variedade suficiente de nutrientes que apoiam o desenvolvimento do seu bebê e a saúde da sua pele.

Comer muitoa alimentos ricos em vitamina C, como pimentas, frutas cítricas e morangos também pode tornar sua pele menos sujeita a estrias. A vitamina C promove a produção de colágeno e tecido, o que ajuda a manter a pele forte e elástica.

Embora esteja longe de funcionar, ingerir vitamina D suficiente na dieta também pode ajudar com as estrias e certamente não fará mal. Abasteça-se de peixes gordurosos, laticínios fortificados ou substitutos do leite e ovos, todos repletos de vitamina D, além de outras vitaminas e nutrientes adequados para a gravidez (como ácidos graxos ômega-3 e colina).


Com tempo suficiente, as estrias gradualmente tornam-se mais claras e desaparecem por conta própria. Mas se você ainda estiver preocupada após o parto, converse com seu dermatologista sobre outros tratamentos. Embora nenhuma dessas opções possa eliminar as estrias, elas podem torná-las menos perceptíveis.

Posts recentes

Ver tudo

Parto normal após uma cesariana

Se você já fez uma cesariana, pode ter seu próximo bebê por via vaginal. Isso é chamado de parto vaginal após cesariana (também chamado de VBAC). Você poderá fazer um VBAC se sua gravidez for saudável

BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
101ReceitasdePapinhas_Imagem001_Anuncio_