Diagnostico e tratamento do câncer de endométrio


Os testes e procedimentos usados para diagnosticar o câncer endometrial incluem:


  • Exame físico ginecológico. Durante um exame pélvico, o médico pode realizar um exame de taque vaginal e inspecionar cuidadosamente a parte externa dos órgãos genitais (vulva) e, em seguida, insere dois dedos de uma das mãos na vagina e simultaneamente pressiona a outra mão no abdome para sentir o útero e os ovários. Ele também insere um dispositivo denominado espéculo na vagina. O espéculo abre a vagina para que o médico possa examinar dentro da vagina e o colo do útero em busca de anormalidades. Como se faz no exame de coleta do preventivo.


  • Ultrassonografia transvaginal: Seu médico pode recomendar uma ultrassonografia transvaginal para verificar a espessura e a textura do endométrio e ajudar a descartar outras condições. Neste procedimento, um dispositivo em forma de bastão (transdutor) é inserido em sua vagina. O transdutor usa ondas sonoras para criar uma imagem de vídeo de seu útero. Este teste ajuda o médico a detectar anormalidades no revestimento uterino.

  • Histeroscopia: Durante uma histeroscopia, o médico insere um tubo fino, flexível e iluminado (histeroscópio) com uma câmera na ponta, através da vagina e do colo do útero até o útero. Uma lente no histeroscópio permite ao médico examinar, visualizar e filmar interior do útero e o endométrio.


  • Biopsia: Para obter uma amostra de células de dentro do útero, você provavelmente fará uma biópsia endometrial. Isso envolve a remoção de tecido do revestimento uterino para análise laboratorial. A biópsia endometrial pode ser feita no consultório do seu médico e geralmente não requer anestesia.


  • Realizando cirurgia para remover tecido para teste. Se tecido suficiente não puder ser obtido durante a biópsia ou se os resultados da biópsia não forem claros, você provavelmente precisará se submeter a um procedimento chamado dilatação e curetagem (D&C). Durante a D&C , o tecido é raspado do revestimento do útero e examinado ao microscópio em busca de células cancerosas.


Se for detectado câncer endometrial, você provavelmente será encaminhado a um médico especializado no tratamento de cânceres que envolvem o sistema reprodutor feminino (oncologista ginecológico).


Estadiamento do câncer endometrial


Assim que o câncer for diagnosticado, o médico trabalhará para determinar a extensão (estágio) do câncer. Os testes usados para determinar o estágio do câncer podem incluir uma radiografia de tórax, uma tomografia computadorizada (TC), tomografia por emissão de pósitrons (PET) e exames de sangue. A determinação final do estágio do câncer não pode ser feita antes de você se submeter à cirurgia para tratar o câncer.

Seu médico usa as informações desses testes e procedimentos para atribuir um estágio ao seu câncer. Os estágios do câncer endometrial são indicados por algarismos romanos que variam de I a IV, com o estágio mais baixo indicando que o câncer não cresceu além do útero. No estágio IV, o câncer cresceu para envolver órgãos próximos, como a bexiga, ou se espalhou para áreas distantes do corpo.

Tratamento para o câncer de endométrio


O tratamento para o câncer de endométrio geralmente é feito com cirurgia para remover o útero, as trompas de falópio e os ovários. Outra opção é a radioterapia com energia poderosa. Os tratamentos medicamentosos para o câncer endometrial incluem quimioterapia com medicamentos poderosos e terapia hormonal para bloquear os hormônios dos quais as células cancerosas dependem. Outras opções podem ser terapia direcionada com drogas que atacam fraquezas específicas nas células cancerosas e imunoterapia para ajudar seu sistema imunológico a combater o câncer.

Cirurgia


O tratamento para o câncer endometrial geralmente envolve uma operação para remover o útero (histerectomia), bem como para remover as trompas de falópio e os ovários (salpingo-ooforectomia). A histerectomia torna impossível engravidar no futuro. Além disso, depois que seus ovários forem removidos, você experimentará a menopausa, se ainda não o fez.

Durante a cirurgia, o cirurgião também inspecionará as áreas ao redor do útero para procurar sinais de que o câncer se espalhou. Seu cirurgião também pode remover os nódulos linfáticos para teste. Isso ajuda a determinar o estágio do câncer.

Radioterapia

A radioterapia usa poderosos feixes de energia, como raios-X e prótons, para matar as células cancerosas. Em alguns casos, seu médico pode recomendar a radiação para reduzir o risco de recorrência do câncer após a cirurgia. Em certas situações, a radioterapia também pode ser recomendada antes da cirurgia, para reduzir o tumor e torná-lo mais fácil de remover.

Se você não tem saúde suficiente para se submeter a uma cirurgia, pode optar apenas pela radioterapia.


A radioterapia pode envolver:

  • Radiação de uma máquina fora do seu corpo. Durante a radiação de feixe externo, você deita sobre uma mesa enquanto uma máquina direciona a radiação para pontos específicos de seu corpo.

  • Radiação colocada dentro de seu corpo. A radiação interna (braquiterapia) envolve a colocação de um dispositivo cheio de radiação, como pequenas sementes, fios ou um cilindro, dentro da vagina por um curto período de tempo.

Quimioterapia


A quimioterapia usa produtos químicos para matar as células cancerosas. Você pode receber um medicamento quimioterápico ou dois ou mais medicamentos podem ser usados em combinação. Você pode receber medicamentos de quimioterapia por meio de comprimidos (por via oral) ou pelas veias (por via intravenosa). Essas drogas entram na corrente sanguínea e, em seguida, viajam pelo corpo, matando as células cancerosas.

Às vezes, a quimioterapia é recomendada após a cirurgia se houver um risco maior de o câncer voltar. Também pode ser usado antes da cirurgia para reduzir o câncer, de modo que seja mais provável que seja removido completamente durante a cirurgia.

A quimioterapia pode ser recomendada para o tratamento de câncer endometrial avançado ou recorrente que se espalhou para além do útero.

Terapia hormonal

A terapia hormonal envolve tomar medicamentos para reduzir os níveis hormonais no corpo. Em resposta, as células cancerosas que dependem de hormônios para crescer podem morrer. A terapia hormonal pode ser uma opção se você tiver câncer endometrial avançado que se espalhou para além do útero.

Terapia medicamentosa direcionada

Os tratamentos com medicamentos direcionados se concentram nas fraquezas específicas presentes nas células cancerosas. Ao bloquear esses pontos fracos, os tratamentos com medicamentos direcionados podem causar a morte das células cancerosas. A terapia medicamentosa direcionada geralmente é combinada com a quimioterapia para o tratamento do câncer endometrial avançado.

Imunoterapia


A imunoterapia é um tratamento medicamentoso que ajuda o sistema imunológico a combater o câncer. O sistema imunológico de combate a doenças do seu corpo pode não atacar o câncer porque as células cancerosas produzem proteínas que cegam as células do sistema imunológico. A imunoterapia age interferindo nesse processo. Para câncer endometrial, a imunoterapia pode ser considerada se o câncer estiver avançado e outros tratamentos não ajudarem.

Posts recentes

Ver tudo

Megabexiga fetal

Megabexiga fetal refere-se a uma bexiga urinária anormalmente grande observada na ultrassonografia. Isso ocorre no período pré-natal em cerca de 1 em 1.500 gestações, com muito mais frequência em meni

BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
101ReceitasdePapinhas_Imagem001_Anuncio_
marketing medico digital.png