Clinica de Ultrassom com segurança em tempos de Coronavirus.


O ultrassom é uma parte essencial dos cuidados obstétricos e ginecológicos, mas expõe o paciente e o cuidador a riscos elevados, dada a impossibilidade de manter a distância recomendada entre eles durante a ultrassonografia. Portanto, é essencial tomar todas as precauções possíveis ao realizar atividades clínicas de rotina.

• Para reduzir o risco de transmissão, é importante respeitar o horário das visitas agendadas, ampliar os intervalos de consultas para evitar aglomeração na sala de espera e espaçar os assentos a pelo menos 2 metros de distância.

• Limite o número de visitantes na sala de exames a um máximo de um e não permita a presença de crianças, estagiários ou estudantes.

• Use uma máscara cirúrgica de três camadas ao realizar exames de ultrassom, pois há contato direto com o paciente.

Substitua a máscara assim que estiver úmida e não reutilize máscaras de uso único. Isso dependerá dos regulamentos locais e da disponibilidade de equipamento de proteção individual (EPI).

• Certifique-se de que o profissional de ultrassom tenha passado por um treinamento de controle de infecção e teste de ajuste para respiradores.

• A higiene das mãos é imprescindível antes e após o contato direto do paciente. Se não for possível lavar as mãos, pode ser usado um desinfetante para as mãos.

• Luvas descartáveis ​​sem látex devem ser usadas durante o exame ultrassonográfico e trocadas após cada pacientes



BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
101ReceitasdePapinhas_Imagem001_Anuncio_
marketing medico digital.png