Ecocardiograma fetal


Os defeitos cardíacos estão entre os defeitos congênitos mais comuns. Seu diagnóstico é importante ainda intra útero pois pode ajudar a proporcionar uma oportunidade de planejar e manejar o bebê como e quando o bebê nascer. Condições como diabetes, translucência nucal alterada dentre outros indicam a realização obrigatória do exame mas cada vez mais ele vem sendo usado como exame de rotina do pre natal. É geralmente realizado por um cardiologista pediátrico pois requer experiência. Hoje, um ecocardiograma fetal dedicado pode detectar quase 100% das doenças cardíacas congênitas graves. O estudo ecocardiográfico do coração fetal é idealmente realizado entre 18 e 22 semanas e pode ser repetido em torno de 28 a Se o exame de ecocardiografia fetal realizado no primeiro trimestre ou durante a idade pré-morfológica ( 16 - 18 semanas de gestação) não puder excluir o desenvolvimento de patologias de início tardio, pode ser necessário uma nova reavaliação desse exame em torno da 28 a 30 a semana.

* Historia familiar de cardiopatia * Distúrbios metabólicos como Diabetes Mellitus * Exposição a agentes teratogênicos, tais como: esteróides, anticonvulsivantes, álcool, lítio, mas principalmente derivados da vitamina A (ácido retinoico e derivados). * Exposição a inibidores da síntese de prostaglandinas (ibuprofeno, ácido salicílico, indometacina). * Infecções da rubéola, citomegalovírus, Coxackie e Parvovirus B19. * Doenças auto-imunes, como Lúpus e síndrome de Sjögren. * Distúrbios familiares hereditários como, por exemplo, a síndrome de Marfan. * Fertilização Indicações fetais * Exame morfoestrutural em outra idade gestacional, sugerindo a presença de fatores possivelmente sugestivos de Cardiopatia * A presença de outras alterações que se referem a outros órgãos e / ou estruturas fetais. * Anormalidades cromossômicas. * Arritmia cardíaca (taquicardia persistente, bradicardia persistente, ritmo cardíaco fetal irregular persistente). * Hidropisia fetal. * Gestação gemelar monocórica e suspeita de STPT ( Síndrome de Transfusão Feto Fetal). * Valores aumentados de translucência nucal durante o primeiro trimestre de gestação. * Crescimento Intrauterino Restrito


marketing medico digital.png