Ultrassonografia Transvaginal Ginecológica 3D


A ultrassonografia transvaginal ginecológica 3D é um método diagnóstico semelhante a ultrassom ginecológica convencional, mas que possibilita a visualização mais completa da anatomia uterina pois avalia o útero e ovário de vários ângulos. Além disso é possível reconstruir a imagem do útero e ovário em vários formatos, permitindo uma análise mais completa da anatomia dos órgãos pélvicos. A sua implementação na rotina ginecologia aumenta progressivamente e traz consigo benefícios. ​​

O método é utilizado com sucesso no diagnóstico e diagnóstico diferencial da patologia ginecológica benignas e anomalias congênitas do sistema reprodutivo feminino: miomas, endometriose, adenomiose, pólipos endometriais, massas anexiais, gravidez ectópica, posicionamento do DIU (dispositivo intrauterino), etc.

A ultrassonografia ginecológica 3D/4D, atualmente é, métodos diagnóstico indispensável na avaliação das malformações uterinas: útero arqueado, útero septado, útero bicorno e didelfo, permitindo diagnósticos precisos, na maioria das vezes, os cortes coronais mostram a duplicidade dos endométrios, a extensão do septo e o contorno externo do útero se tem ou não depressão, o que possibilita a classificação, fornecendo informações que auxiliam a conduta terapêutica e o prognóstico reprodutivo (abortamentos de repetição estão associados a malformações uterinas). O útero septado iria para correção cirúrgica por histeroscopia (septoplastia).

​​Alguns estudos demonstram acurácia diagnóstica na detecção de anormalidades da cavidade uterina de 84,1% em mulheres inférteis. Uma porcentagem significativa de pacientes inférteis tem patologias na cavidade uterina.

Outro ponto forte é que, quando comparada a outros exames diagnósticos mais invasivos como a ressonância magnética da pelve, histeroscopia e laparoscopia, a ultrassonografia ginecologica 3D têm demonstrado excelentes resultados, com elevada acurácia, do método comparado a exames mais caros e mais invasivos e que as vezes exigem até internação hospitalar da paciente.




Posts recentes

Ver tudo

Estrias na gravidez

As estrias são um incômodo comum durante a gravidez. As estrias se desenvolvem em nove entre dez gestações, geralmente no sexto ou sétimo mês. Essas estrias rosadas ao redor dos estômagos, seios ou qu

Parto normal após uma cesariana

Se você já fez uma cesariana, pode ter seu próximo bebê por via vaginal. Isso é chamado de parto vaginal após cesariana (também chamado de VBAC). Você poderá fazer um VBAC se sua gravidez for saudável

BOA FORMA NA GRAVIDEZ.png
101ReceitasdePapinhas_Imagem001_Anuncio_